Ajuda - Clouds

O que pode impactar no consumo de RAM do seu cloud

23 de abril de 2018 | Andre Cardoso

E aí, como vai?

No post de hoje vamos explicar alguns pontos importantes que podem impactar no consumo de RAM do seu cloud 🙂 Vamos lá!

O que pode causar o alto consumo da memória RAM?

É importante falarmos que a métrica de memória RAM é composta por: memória física + memória cache + memória emergencial (swap).

A memória física guarda as informações de forma que seja acessada mais rapidamente pelo processador, enquanto a memória cache armazena os processos que não estão sendo utilizados mas que podem vir a ser solicitado pelo processador.

Já a memória emergencial (swap) é uma parte do disco separada para ‘desafogar’ as memórias física e cache e não permitir que o servidor trave.

Algo que costuma deixar dúvidas em relação às métricas de memória é o que está consumindo esse recurso de fato.

Bem, na Configr focamos sempre em automatização e performance.

Sendo assim, só é utilizado o que é fundamental para que o cloud funcione com perfeição.

Porém, há algumas coisas que o próprio sistema operacional utiliza para funcionar. Além disso, os processos que os nossos sistemas rodam são pontuais, não interferindo de forma constante no cloud.

Como o painel mostra o consumo de memória cache, pode passar a impressão de que há um alto consumo. Porém como dito antes, a função da memória cache é armazenar os processos recém utilizados pelo processador.

O próprio sistema operacional faz a gestão dessa memória, então não se preocupe se a sua aplicação não deu sinais de queda.

As aplicações que utilizam banco de dados podem consumir bastante recurso. Isso se dá pelo fato de que a cada query e/ou a cada acesso que é feito ao banco é criado um processo filho do sistema que gerencia o banco de dados.

ATENÇÃO! É importante verificar no código da aplicação se há abertura e fechamento das conexões ao banco de dados. Caso contrário, o consumo tende a aumentar.

 

Aplicações que podem afetar o consumo de RAM do seu cloud

Assim como em um computador normal, no servidor cloud a quantidade de acessos e programas sendo executados estão relacionados ao uso da memória. Assim, o consumo de RAM do seu cloud está diretamente ligado ao número de aplicações, acessos e requisições que ocorrem nele.

Por padrão, o seu consumo de RAM será automaticamente otimizado pelos nossos robôs 😃.

Abaixo, listamos algumas ações e aplicações que afetam diretamente o consumo de RAM do seu cloud 🙂

E-mails

Se você tem domínios e contas de e-mail adicionadas no seu cloud, isso significa que procedimentos de autenticação, anti-spam e modificações no anti-vírus são necessários. Apesar de não parecer, um sistema de e-mail requer dezenas de processos, muitos relacionados à segurança do seu cloud, por isso, acaba afetando no consumo de RAM do seu servidor.

Mautic

O Mautic, apesar de ser uma ferramenta de automação de marketing extremamente intuitiva e prática, acaba por consumir bastante do RAM do seu cloud, por se tratar de uma aplicação que lida com listas de e-mails, listas de leads, tracking de links e muitos crons.

Crons

Falando em crons, se o seu cloud possui muitos crons adicionados, ou então um cron pesado, isso afetará diretamente no consumo de RAM do servidor, já que aquele agendamento será realizado de qualquer forma.

Magento

Outra aplicação que pode afetar o consumo de RAM é o Magento. No caso dessa plataforma, ela por si só já é bastante pesada. É um tipo de aplicação desenvolvida para ser utilizada em servidores grandes, já que ela naturalmente irá utilizar muita memória RAM do cloud, mesmo sendo otimizada e configurada automaticamente pelos nossos robôs.

MySQL

Quanto mais bancos ou então quanto maiores forem os bancos de dados em um cloud, mais memória o MySQL irá consumir para conseguir gerir esses bancos de dados, já que algumas informações não serão mantidas e “puxadas” do disco, mas sim da memória.

 

PageSpeed

Para fazer otimizações no código, o PageSpeed precisa carregar o código internamente, analisar e gerar as alterações que julgar necessárias. Quando a otimização é em uma imagem, ele precisa baixar essa imagem, analisar e converter pro formato mais indicado (JPG, PNG, WebP, etc). Para processar tudo isso, é usado bastante CPU e um pouco de memória. Então, para evitar o uso contínuo de CPU, o PageSpeed salva uma cópia de tudo que é modificado na memória, assim na próxima vez que alguém solicitar esse arquivo ou página, ele não vai precisar processar tudo de novo, ele só entrega direto da memória a versão já otimizada, deixando a requisição MUITO mais rápida e eficiente, e economizando processamento.

 

Tudo pronto!

Dedicando atenção às aplicações acima você poderá ter um melhor gerenciamento da RAM do seu cloud.

Se restou qualquer dúvida, não hesite em entrar em contato conosco! 🙂

 

Feito com no CerradoValley

Configr © 2018

21212
Cedro Digital
Cotidiano
Governo de Minas
Governo Federal
Seed
Startup Brasil