/ email

Por que você deveria verificar os emails da sua lista

Mesmo com o enorme sucesso das redes sociais, o email continua sendo amplamente utilizado, permitindo que empresas tenham um canal de comunicação eficiente, íntimo e eficaz para criar e fidelizar a audiência.

Por isso o email marketing ocupa lugar de destaque nas estratégias de marketing das empresas e a tendência é que isso continue por um bom tempo.

Se você construiu sua lista de emails da maneira certa, ainda existem alguns pontos que devem ser observados para garantir que suas campanhas sejam bem sucedidas.

Uma coisa simples e que muitos ignoram é o envio de emails para destinatários inválidos ou indisponíveis, situação que pode acarretar em grandes prejuízos, como a sinalização dos emails como spam.

Terrível, né?

Apesar de ser uma questão delicada, existem modos de lidar com isso e blindar sua campanha. Então fique tranquilo, pois esse e outros problemas têm solução!

Neste artigo você encontrará todas as informações necessárias para que sua campanha de email marketing esteja protegida, dando adeus ao fantasma dos filtros de spam. Prepare um cafezinho e embarque conosco nessa incrível jornada!

A importância da verificação e os perigos dos emails inválidos

A manutenção da lista de emails é fundamental para que suas campanhas tenham o desempenho esperado, evitando que os disparos se tornem uma verdadeira dor de cabeça.

O envio para listas frias ou desatualizadas, que não passam pela verificação de endereços inválidos, pode acarretar em graves consequências para sua empresa, destruindo sua imagem e causando a inclusão de seu IP nas temidas blacklists (listas negras de spam).

Outro problema ligado intimamente com os endereços de email inválidos é a utilização de listas de email compradas.

Nunca caia nessa furada, pois isso é muito prejudicial para sua imagem e pode acabar com toda a sua credibilidade.

Esses tipos de listas têm muitos endereços inválidos e emails-isca, que servem para identificar quem faz spam e adicioná-los nas blacklists.

Mesmo que você tenha construindo sua lista de emails de maneira honesta, isso por si só não impede que você sofra com altas taxas de bounce.

A grosso modo, bounce é o nome dado para a falha ou recusa no envio de um email, sendo essa falha causada por diversos fatores que vão desde emails inativos, caixas de email lotadas ou até mesmo pelo status do servidor estar offline.

Os tipos de bounce e seus riscos

Existem dois tipos principais de bounce, o hard e o soft.

O hard bounce é o mais grave e ocorre quando um email foi enviado para um destinatário inválido, ou seja, para um email que nunca existiu ou que deixou de existir.

Geralmente os emails-isca, responsáveis pela identificação de spam, retornam este tipo de erro.

Já o soft bounce ocorre quando você envia emails para um destinatário válido mas que não pode receber a mensagem temporariamente.

As principais razões para sua lista retornar um soft bounce são a caixa de entrada do destinatário estar cheia ou existir alguma falha temporária no servidor de emails.

Este tipo de falha não é muito grave, sendo solucionada em um curto período de tempo quando tudo estiver normalizado.

Para evitar os problemas com o soft bounce, pode ser interessante manter na sua lista somente os destinatários que oferecem engajamento satisfatório.

Além de prejudicarem sua reputação perante os servidores de email e enquadrar seu IP como fonte de spam, os emails inválidos causam grande prejuízo financeiro para sua empresa.

Se você utiliza um serviço profissional de envio de emails, muito provavelmente possui um limite de envios e paga por cada email enviado.

Ao gastar seus “créditos” enviando emails para destinatários inválidos você terá mais gastos e menos retorno, diminuindo seus lucros!

As boas práticas para sua lista de emails

Ao identificar endereços inválidos na sua lista, principalmente os que retornam hard bounce, pare imediatamente de enviar disparos para eles.

Caso você insista em enviar para estes endereços, correrá grande risco de ter seus emails sinalizados como spam e seu IP incluído em uma blacklist, de onde é bem difícil sair!

Tome cuidado também com a frequência de envios.

Não envie um grande número de emails para o mesmo destinatário em um período de tempo muito curto, isso pode causar incômodo na audiência, podendo ter suas mensagens denunciadas como spam.

Lembre-se que o email é um canal de relacionamento e deve ser tratado com a mesma seriedade com a qual você trataria um telefonema para um cliente.

Evitar ser inconveniente é uma prática muito saudável para seu bolso e para sua imagem, por isso ofereça para sua audiência a opção de descadastramento (opt-out).

Os inscritos na sua lista têm todo direito de parar de receber seus emails quando não for mais do interesse deles, né?

Essa opção vai diminuir a probabilidade de seus disparos receberem denúncias de spam por parte do destinatário e protegerá sua credibilidade com os servidores de email.

Cuide do aspecto das mensagens e evite títulos com palavras apelativas e confusas.

Busque dar o máximo de naturalidade possível aos seus envios e entenda que sua audiência precisa enxergar valor nos seus disparos para que o engajamento seja melhor.

Além disso, um email bem elaborado e com formatação adequada diminui a possibilidade de “conflitos” com os destinatários, reduzindo as chances de sinalização de spam.

Utilize ferramentas profissionais de automação

Utilize ferramentas profissionais de automação de email marketing, como o Mautic (ele é grátis!).

Isso permitirá que você tenha diversas opções de segmentação e mais controle sobre a frequência dos disparos, além de oferecer estatísticas de engajamento e muitas outras funcionalidades profissionais.

Outro ponto importante é a hospedagem e o servidor de envio de emails que você está utilizando.

Se estiver efetuando disparos para sua lista e seu site estiver em um servidor incapaz de lidar com picos de acessos, sua audiência vai se deparar com uma página fora do ar.

Isso gera uma péssima experiência do usuário e aumenta as chances de descadastramento ou sinalização dos emails como spam.

Este tipo de quedas de servidores em meio as campanhas são bastante comuns em sites com hospedagem compartilhada, por este tipo de servidor ser subdimensionado e incapaz de lidar com picos de acesso de maneira estável.

Inclusive, se a frequência de picos for grande pode até causar o banimento do seu site na hospedagem compartilhada!

Para evitar esse tipo de problema busque sempre utilizar um servidor de qualidade, como um Cloud Server, por exemplo.

Outra indicação é utilizar uma ferramenta profissional de verificação e validação de emails em massa.

Essa classe de ferramentas é capaz de identificar emails inválidos antes mesmo de você precisar sujar sua reputação disparando mensagens para uma lista tóxica.

Essa é sem dúvida uma das melhores práticas para proteger seu IP das garras impiedosas das blacklists e dos filtros anti-spam.

Se você não sabe qual a ferramenta profissional deve usar, prefira sempre soluções consagradas e com boa reputação.

Uma das melhores para validar emails é o The Checker, capaz de proteger a reputação da sua empresa ao reduzir drasticamente os bounces.

Com isso, as suas campanhas terão mais entregabilidade, garantindo que você não desperdice dinheiro e outros recursos valiosos com endereços tóxicos que contaminem sua lista.

Essa ferramenta é capaz de fazer a verificação dos endereços de forma massiva, permitindo que você faça o upload da lista em diversos formatos, como o TXT, CSV, XLS ou XLSX.

Além disso, o The Checker é de fácil implementação e sua API é poderosa.

Essa é, sem dúvidas, a melhor solução para o problema dos emails inválidos, além de ser bastante acessível.

Conclusão

A utilização de listas de email em campanhas de email marketing é uma prática diferenciada, capaz de trazer retornos benéficos e mais lucro para as empresas.

Mas para que o potencial dessa estratégia seja aproveitado ao máximo é necessário que boas práticas sejam adotadas.

Entre elas se destacam a verificação de emails inválidos em sua lista e outros cuidados como a frequência, corpo do email e servidores utilizados.

Se você quer aproveitar o grande potencial de venda que as campanhas de email marketing podem oferecer à sua empresa, prefira sempre utilizar ferramentas profissionais, como o The Checker e o Mautic, garantindo que seus emails sejam verdadeiras máquinas de venda e não máquinas de moer a reputação da sua empresa.

Tiago Amaral

Tiago Amaral

Estudante de Publicidade e Propaganda. Apaixonado por escrita e redação, escreve e cria histórias desde sempre e se interessa por assuntos como futurismo, growth hacking e content marketing.

Read More
X

Cansado de perder tempo configurando servidores?

Com a Configr você tem tudo o que precisa para hospedar seus sites e aplicações de forma fácil, segura e automatizada.

Quero migrar meus sites
Por que você deveria verificar os emails da sua lista
Share this