/ hospedagem

Qual o melhor tipo de hospedagem para a sua agência? [Digital Hypers #4]

Uma boa hospedagem é essencial para alavancar seus resultados online e, apesar de ser extremamente importante, muitas vezes ela é negligenciada por muitos gestores. Pensando nisso, preparamos um guia para te ajudar a escolher o melhor tipo de hospedagem para a sua agência!


O grande acerto ✔️

Existe um grande acerto e um grande erro de quase toda agência digital que está dando seus primeiros passos comete.

Se você é dono de uma agência digital, provavelmente cometeu (ou ainda comete) esse acerto e esse erro.

Você provavelmente inicou pelo acerto: quer construir grandes marcas para seus clientes, cuidando com excelência de seus websites, campanhas e email marketing.

Você provavelmente busca as melhores práticas para mostrar resultados para seus clientes.

Você bebe das melhores fontes.

Você otimiza campanhas.

Você utiliza as melhores aplicações.

Todos esses são pontos bastante positivos.

Se você estuda as melhores fontes, otimiza suas campanhas e busca utilizar as melhores aplicações, já estará em um ótimo caminho para entregar os melhores resultados para os seus clientes.

Mas há um detalhe nisso tudo.

Um detalhe que muitas vezes passa desapercebido por muitos gestores ou diretores de tecnologia de agências digitais e que pode ter passado desapercebido por você, também.

E ele acaba sendo um grande erro cometido por agências digitais que estão começando sua jornada.

O grande erro ❗️

Toda a estratégia definida, todas as otimizações, todas as aplicações... nada disso irá adiantar se a base disso tudo não for sólida.

E a base disso tudo é uma boa hospedagem.

👉 Os hotsites dos seus clientes dependem da sua hospedagem.
👉 Os websites dos seus clientes dependem da sua hospedagem.
👉 O email marketing dos seus clientes depende da sua hospedagem.

O website da SUA agência depende da sua hospedagem.

Você pensa em todas as campanhas.
Pensa em landing pages.
Pensa em follow ups.
Pensa em captação de leads.

Mas a hospedagem acaba sendo deixada de lado. E isso é um grande erro.

Antes de falar sobre os diferentes tipos de hospedagem, vamos expor alguns dos principais problemas que você pode ter se negligenciar essa parte fundamental da sua agência.

Vamos lá!

Como uma hospedagem ruim pode afetar os resultados da sua agência

Utilizar uma hospedagem de baixa qualidade para hospedar o site da sua agência e os sites e emails dos seus clientes traz diversos problemas para o seu negócio.

Vamos ver alguns deles e como eles afetam os resultados da sua agência!

Baixa performance ⤵️

O primeiro grande problema é a baixa performance.

Hospedagens de baixa qualidade geralmente não possuem infraestrutura suficiente para prover páginas de alta performance (vamos explicar mais sobre isso abaixo).

Imagine que a sua agência criou um website ou hotsite incrível para um cliente, com imagens bonitas, textos bem feitos e um alto potencial para conversão de leads.

Imagine agora que todo esse esforço seja jogado fora simplesmente por que o site demora a carregar.

Terrível, né?

Alguns números ajudam a entender melhor essa situação:

👉 Você sabia que apenas 1 segundo de demora no tempo de resposta de um website equivale a uma diminuição de 7% na taxa de conversão de vendas?
👉 E que apenas 3 segundos de carregamento de um site acarreta no abandono de 40% dos visitantes?

Pois é.

Uma hospedagem de baixa qualidade trará baixa performance para suas páginas.

Seus clientes (e a sua agência!) podem perder vendas simplesmente pelo tempo de demora no carregamento dos websites e hotsites.

Concorda que isso é algo quase inaceitável, né?

Emails em blacklist 📩

Ter uma comunicação efetiva por email é uma estratégia amplamente utilizada na atualidade.

Para isso, uma hospedagem de qualidade pode fazer toda a diferença.

O seu cliente pode usar email marketing para diversos fins, como:

👉 Enviar conteúdos de alto valor para criar relacionamento com os prospectos;

👉 Emails de follow up para acompanhar o progresso de leads;

👉 Emails informandos os usuários sobre novas promoções e oportunidades.

No marketing digital atual, o email marketing é uma peça fundamental para a criação de relacionamento entre marcas e usuários/consumidores.

Uma hospedagem de baixa qualidade pode fazer com que os emails dos seus clientes não sejam entregues a quem deveriam.

E pior: uma hospedagem de baixa qualidade pode fazer com que os emails dos seus clientes caiam em blacklists (listas com emails indesejados).

Menor segurança 🔓

O último ponto que queremos chamar atenção em ter uma hospedagem de baixa qualidade tem a ver com a segurança.

Daremos mais detalhes sobre isso abaixo.

Por ora, é suficiente dizer que uma hospedagem de baixa qualidade trará potenciais problemas de segurança para os seus clientes.

Vamos imaginar que um dos seus clientes é um e-commerce.

Como todo e-commerce, o site dele terá um sistema de cadastro e um sistema de pagamento.

Os clientes que forem comprar nesse e-commerce fornecerão emails, senhas e dados de cartão para efetuar pagamentos, certo?

Já pensou ter dados de clientes expostos ou roubados por que sua hospedagem não é segura?

Pois é.

Ter uma boa hospedagem não é uma questão apenas de performance.

Ela está diretamente relacionada com a segurança das aplicações dos seus clientes.


Perda de Produtividade ⏰

Além dos problemas que já citamos acima, existe também outro fator determinante nessa conta:

A perda de produtividade.

Pense que, já que haverá essa grande gama de problemas (sites caindo ou com baixa performance; problemas de email e de segurança), você provavelmente passará boa parte do seu tempo em contato com o suporte da hospedagem, buscando trazer os sites de volta ao ar ou reestabelecer o envio de emails.

Isso acabará comprometendo a sua produtividade e, dependendo de como são os processos internos da sua agência, a produtividade dela como um todo.


Tipos de Hospedagem

Hospedagem Compartilhada 🗄

Esse tipo de hospedagem é um dos mais tradicionais e já domina a internet há décadas.

O nome já é bem direto para explicar como funcionam as hospedagens compartilhadas: centenas de sites são compartilhados dentro de um mesmo servidor.

Esse tipo de hospedagem supriu muito bem o que as aplicações web demandavam durante muito tempo. Basta lembrar como eram os sites nos anos 90.

Se você não se lembra, vamos recapitular um pouco.

No início dos anos 90, a internet comercial ainda dava seus primeiros passos. A infraestrutura de sistemas ainda estava se desenvolvendo e os sites não possuíam tanta complexidade como vemos hoje.

👉 As conexões não eram boas.
👉 A maioria dos sites eram estáticos.
👉 O número de requisições era pequeno.

Tudo isso contribuiu para que esse tipo de hospedagem fosse tão utilizada.

Nas hospedagens compartilhadas, centenas de sites são armazenados dentro de um mesmo servidor, o que acaba diminuindo os custos, tanto para o provedor de hospedagem como para o cliente.

Contudo, hoje em dia a realidade da internet é bem diferente do que era no início dos anos 90.

👉 As conexões são muito mais poderosas.
👉 Os sites dinâmicos dominam a internet.
👉 O número de requisições é gigantesco.

Embora esse tipo de hospedagem fosse bastante satisfatória para os anos 90, hoje em dia ela pode trazer uma série de problemas se o site dos seus clientes:

🎥 Possui elementos que demandam mais conexão, como imagens ou vídeos.
🎁 Possui um catálogo de produtos ou serviços.
💳 Possui requisições mais complexas, como transações financeiras.

Devido à complexidade dos sites atuais e à forma como as hospedagens compartilhadas colocam diversas aplicações dentro de um mesmo servidor, ela pode não ser o tipo ideal de hospedagem para o site da sua agência e dos seus clientes.

O fato de muitos sites e aplicações serem alocados dentro de um mesmo servidor pode trazer sérios problemas.

👉 Se um site do servidor for invadido, o site do seu cliente pode ser invadido;
👉 Se um site do servidor tem um pico de acesso, o site do seu cliente pode sair do ar;
👉 Se um site do servidor envia spam, os emails dos seus clientes também podem acabar indo parar na caixa de spam.

Pois é.

Embora tenham sido bastante eficazes para o início da internet, as hospedagens compartilhadas não são mais o tipo ideal de hospedagem para as aplicações modernas.

Diante disso, surgiu outro tipo de hospedagem, sobre o qual falaremos a seguir.


Cloud Server ☁️

Esse tipo de hospedagem é mais recente e vem ganhando milhões de adeptos em todo o mundo.

Esse tipo de servidor surgiu como uma resposta à evolução das aplicações web.

Como falamos acima, hoje em dia elas demandam muito mais dos servidores do que nos anos 90.

↗️ Existem muito mais requisições.
⤵️ Existem muito mais arquivos pesados.
🔄 Existem muito mais processos sendo feitos a cada segundo.

As empresas de infraestrutura perceberam que era necessário acompanhar o ritmo de crescimento e complexidade da internet e por isso desenvolveram os servidores na nuvem (cloud servers).

Um cloud server é um tipo de servidor formado por centenas de servidores interconectados, formando uma gigantesca infraestrutura.

Toda essa infraestrutura surgiu para trazer mais estabilidade, performance e segurança para as aplicações modernas.

Todo esse poder fez com que muitas agências começassem a se interessar por esse tipo de hospedagem.

Mesmo assim, a hospedagem compartilhada ainda é a mais utilizada.

Sabe por quê?

Existe um detalhe bastante importante nisso tudo.

Apesar de ser extremamente poderosa e trazer mais estabilidade, mais performance e mais segurança para as aplicações dos seus clientes, é extremamente complicado configurar um cloud server.

Para instalar e configurar um servidor na nuvem, é preciso que o profissional entenda de coisas como permissão sudo, diretório raiz, credenciais FTP, IP, secret key...

Toda a instalação, configuração, otimização e gerenciamento desse tipo de servidor demanda bastante tempo e diversas intervenções manuais de profissionais altamente capacitados.

Isso faz com que muitas agências, mesmo querendo migrar suas aplicações para servidores na nuvem, acabem optando por soluções menos complexas, como as hospedagens compartilhadas.

E essa é a nossa deixa para falarmos de mais um tipo de hospedagem...


Cloud Gerenciado ☁️🔧

Como falamos acima, o processo de instalação, configuração, otimização e gerenciamento de cloud servers é extremamente complexo.

As empresas de cloud gerenciado surgiram para acabar com essa complexidade.

Elas trazem os mesmos benefícios que os cloud servers tradicionais:

👉 Mais segurança.
👉 Mais performance.
👉 Mais estabilidade.

Parece perfeito, certo?

Mas existem dois grandes problemas com um cloud gerenciado:
💲 Preço;
Tempo.

Lembra que falamos lá em cima que para lidar com servidores na nuvem é necessário que o profissional seja extremamente capacitado?

Pois é.

Empresas de cloud gerenciado possuem profissionais especializados em instalar, configurar, otimizar e gerenciar esse tipo de servidor.

A grande questão é que esses profissionais não são baratos.

Isso significa que o preço das soluções de cloud gerenciado são muito elevados, o que foge à realidade de boa parte das agências.

Outro ponto tem a ver com o tempo. Falamos também que clouds demandam diversas intervenções manuais, lembra?

Por mais capacitado que seja o profissional, os processos manuais não são simples e nem rápidos. Muitas vezes uma determinada configuração pode demorar horas, o que fará com que você só consiga ter o seu site rodando em servidores na nuvem após vários e vários dias de trabalho desses profissionais.

E se você e sua agência já estão habituados ao mundo dos negócios online, provavelmente já sabem que, quando se trata de mundo online, cada segundo importa.

Assim, utilizar um tipo de hospedagem tão poderoso quanto a hospedagem cloud e mesmo assim ainda depender de processos manuais para que tudo funcione significa perder tempo e dinheiro.

E foi justamente pensando em resolver esse problema que surgiu o último tipo de hospedagem sobre o qual falaremos hoje!


Cloud Automation and Management Platform ☁️⚙️

Assim como acontece com os cloud servers tradicionais, muitas agências deixam de contratar um cloud gerenciado por não terem os recursos necessários.

Se muitas delas não contratam clouds tradicionais por não terem expertise nesse tipo de servidor, muitas deixam também de contratar clouds gerenciados por não poderem pagar valores bastante altos para que empresas especializadas cuidem de tudo de forma manual.

Foi justamente aí onde surgiram novas plataformas, conhecidas como Cloud Automation and Management Platform (em tradução livre, Plataforma de Automação e Gerenciamento Cloud).

Esse tipo de plataforma traz toda a robustez e alta performance dos cloud servers, sem que haja, contudo, todo o tecniquês e alto custo tradicionais desse tipo de solução.

As plataformas automáticas de gerenciamento cloud tiram a complexidade das soluções cloud tradicionais e também o alto custo dos clouds gerenciados, já que nesse tipo inovador de hospedagem, não há a necessidade de se ter diversos profissionais altamente capacitados tomando conta dos servidores e aplicações.

Tudo é feito de forma automatizada.

Esse tipo de hospedagem vem sendo largamento adotado por agências dos mais diversos tamanhos, por trazer uma simplicidade imensa para que elas gerenciem os sites, emails, bancos de dados e domínios de seus clientes, tudo de forma automatizada e sem tecniquês.


Conclusão

Vamos fazer um rápido resumo do que você leu no Digital Hypers de hoje, beleza?

1️⃣ Um erro básico que a sua agência não pode cometer: Negligenciar sua hospedagem e a dos seus clientes;

2️⃣ Uma hospedagem de alta performance e alta segurança será a base para websites, landing pages, hotsites e campanhas de email marketing memoráveis dos seus clientes;

3️⃣ O tipo mais comum de hospedagem ainda é a hospedagem compartilhada, que surgiu ainda no início da internet, nos anos 90. Apesar de ter sido bastante satisfatória para o início da internet, hoje em dia esse tipo de hospedagem não é mais o ideal;

4️⃣ Surgiram então os Cloud Servers, infraestruturas formadas por centenas de servidores, trazendo muito mais segurança, estabilidade e performance para as aplicações;

5️⃣ O grande problema dos Cloud Servers é sua complexidade de instalação, configuração e gerenciamento, o que afasta boa parte das agências;

6️⃣ Para suprir a complexidade dos servidores na nuvem, surgiram as soluções de Cloud Gerenciado, onde uma empresa especializada instala, configura e gerencia os servidores e as aplicações;

7️⃣ Apesar de acabarem com a complexidade dos clouds tradicionais, o grande problema dos Clouds Gerenciados é o seu alto preço, já que profissionais extremamente qualificados são necessários para cuidar desse tipo de infraestrutura, o que acaba saindo bastante caro;

8️⃣ Surgiram então as plataformas CAMP (Cloud Automation and Management Platform), onde as agências não precisam se preocupar com a complexidade da hospedagem cloud e nem com os altos custos dos clouds gerenciados, já que os processos são automatizados.

Esse nosso artigo é um guia para que você possa tomar a melhor decisão sobre qual o melhor tipo de hospedagem para a sua agência, dependendo do tipo de aplicação que os sites dos seus clientes têm e quanto de recurso você pode investir.

Lembre-se que a hospedagem é a base dos websites, landing pages, hotsites e emails dos seus clientes.

Negligenciá-la não é uma boa ideia.


Aproveitando esse post, o site Melhor Hospedagem de Sites, que faz reviews de soluções de hospedagem, escreveu uma análise isenta sobre a Configr :)

Se quiser ler o review, é só clicar aqui.

Tiago Amaral

Tiago Amaral

Estudante de Publicidade e Propaganda. Apaixonado por escrita e redação, escreve e cria histórias desde sempre e se interessa por assuntos como futurismo, growth hacking e content marketing.

Read More
X

Cansado de perder tempo configurando servidores?

Com a Configr você tem tudo o que precisa para hospedar seus sites e aplicações de forma fácil, segura e automatizada.

Quero migrar meus sites
Qual o melhor tipo de hospedagem para a sua agência? [Digital Hypers #4]
Share this