/ Hospedagem

9 pontos para considerar antes de escolher a hospedagem para seu site

Em tempos de alta tecnologia todos os caminhos convergem para o digital, então os negócios exclusivamente offline tendem a acabar.

Ter presença online, por vezes, é o divisor entre ter um negócio de sucesso e ter um negócio com aqueles poucos clientes de sempre.

Por isso, muitos donos de negócios estão buscando entender mais sobre sites, domínios e hospedagens. E, se você é um deles, neste artigo eu trouxe 9 dicas para que você seja capaz de avaliar a hospedagem ideal para seu negócio.

1. Registrar um domínio (sem isso é impossível seguir os passos seguintes)

Domínios são endereços únicos pelos quais os sites podem ser encontrados. E de fato são únicos, pois não é possível existir dois sites com o mesmo domínio/endereço.

Por isso, antes de qualquer coisa, você deve definir qual vai ser o endereço digital do seu negócio. Um domínio pode fazer alusão ao nome da sua empresa “www.bolosdamaria.com.br” ou pode ser sobre o segmento do seu negócio “www.bolos.com.br”. Existem serviços gratuitos, como o Regitro BR, onde você pode verificar se um endereço já está sendo utilizado.

Após registrar seu domínio, já é possível partir para a próxima etapa: escolher a hospedagem ideal para seu negócio.

Mas lembre-se: não registre o seu domínio apenas por registrar. É importante que o seu site seja o mais amigável possível para que os visitantes gostem da experiência de conhecer a sua empresa, mesmo que virtualmente.

Por isso, é válido que busque um bom profissional para desenvolver o seu site para que ele tenha o aspecto profissional que sua empresa (e seus clientes) merecem.

2. Tráfego estimado para seu site

Legal! Você registrou seu domínio e agora oficialmente existe na internet.

Não sei qual seu nicho de atuação, mas você deve fazer uma projeção da quantidade de acessos mensais que seu site possa vir a ter. Se o seu negócio é um e-commerce, você deve se preparar para eventuais picos de acessos em datas comemorativas, como o natal, por exemplo.

Se o seu intuito é apenas ter um blog na internet e contar histórias, é possível projetar uma quantidade de acessos diferente do exemplo anterior. Independente da sua área de atuação, é importante que realize uma prospecção de quantas pessoas possivelmente irão acessar o seu site.

De qualquer forma, já posso te avisar de antemão: em geral, todo site começa com tráfego perto do zero e vai crescendo de acordo com a estratégia da empresa. Uma dica que posso te dar é tornar seu site otimizado para os mecanismos de busca.

O que você não pode fazer é subestimar a possibilidade de seu site ter vários acessos. Imagine um barco simples feito com poucas madeiras, mas o suficiente para boiar. Você é o piloto e às margens do rio percebe que tem duas pessoa querendo atravessar para o outro lado, você se aproxima e oferece carona.

O barco, projetado para apenas uma pessoa, agora tem três e começa a apresentar sinais de que não está suportando todo aquele peso. Começa a ficar lento, começa a entrar pequenas quantidades de água na embarcação.

Você sente que se entrar mais uma pessoa ali o barco afundará… E é exatamente isso que irá acontecer, pois quando o barco foi construído não levou-se em consideração a possibilidade de mais pessoas precisarem entrar nele. Então ele está sofrendo os efeitos de um mal planejamento.

Por isso, você deve, ainda na etapa de planejamento de seu site, solicitar auxílio ao especialista que está desenvolvendo o site para dimensionar os acessos e o público, junto com a eficiência da aplicação. Evite sites e conteúdos muito pesados. Pois, quando seu site começar a crescer, será necessário que considere a possibilidade de contratar mais recursos e uma hospedagem que permita uma escalabilidade. Pois, em algum momento de sua vida digital a migração de hospedagem será necessária.

Essa verificação pode te ajudar a ter uma melhor noção de qual hospedagem escolher, pois irá evitar aquelas que deixam seu site instável.

E site instável resulta em perda de vendas.

3. Tipos de Hospedagem

Para ser possível escolher a melhor hospedagem para seu site, antes é necessário que você entenda os tipos existentes e como cada uma funciona. Para que possa saber qual se adequa mais ao seu negócio.

Hospedagem Compartilhada: Como o próprio nome já dá a entender, a hospedagem compartilhada trata-se de um servidor que é compartilhado por diversos usuários. O que significa que seu site fica no mesmo servidor com outros domínios e compartilha recursos como, memória, processador, disco e etc, tenham eles uma boa ou má reputação. Isso sem que você tenha controle nenhum sobre eles.

É importante que você entenda que na hospedagem compartilhada, em razão de vários sites ocupando o mesmo servidor, se, eventualmente, algum destes sites receber um grande volume de acesso e o servidor sair do ar, seu site também estará indisponível.

O inverso também pode ocorrer, a depender do tamanho do tráfego de seu site, pode haver uma sobrecarga e os outros domínios hospedados podem cair. Então, em geral, a hospedagem compartilhada não é indicada para quem quer alto desempenho.

Mesmo que algumas hospedagens compartilhadas possuam robustez, acontece que, em razão da hospedagem separar recursos para alguns sites, se o número de visitas de determinado domínio passar do estabelecido, a própria provedora pode bloqueá-lo para evitar que o servidor caia.

De qualquer forma, apesar da baixa qualidade, a hospedagem compartilhada é ainda comum em muitos endereços da web, por ser uma opção barata e não exigir conhecimentos técnicos aprofundados.

Servidor dedicado: Você aprendeu que hospedagem compartilhada é um grande servidor utilizado por vários domínios, não necessariamente todos têm os tamanhos iguais.

No servidor dedicado também há a presença de um grande servidor, mas nesse caso o contratante fica com todo o espaço somente para si. Podendo modificar e criar como quiser e assim, tem mais autonomia para suas aplicações, não sendo afetado por incidentes de terceiros.

Essa autonomia exige que o usuário seja profissional e tenha conhecimento avançado em gestão de servidores, do contrário terá grandes dificuldades em hospedar seus sites.

Um dos grandes problemas do servidor dedicado é a escalabilidade, pois em situações que há necessidade de mais recursos no servidor e necessite adicionar, por exemplo, mais memória, o único jeito de fazer isto é fisicamente. Ou seja, o usuário terá custos com mão de obra, sem contar que estará sujeito a eventuais falhas de hardware. E tudo isso gera despesas, tanto que o valor para contratar um servidor dedicado é alto.

Essas dificuldades logísticas não acontecem no próximo item da lista de hospedagens: o VPS.

VPS/Cloud Hosting: Sigla em inglês para Virtual Private Server (Servidor Virtual Privado), como também está no nome, este servidor é virtualizado em uma máquina física de acordo com a necessidade de quem contrata. Podendo acessar recursos dedicados na Hospedagem VPS, como memória RAM, espaço em disco e processamento de dados.

De forma similar à hospedagem compartilhada, na hospedagem VPS os usuários também dividem o espaço de um servidor maior com outros sites. Mas a diferença, e principal trunfo da VPS, é que por conta da virtualização cada servidor é separado virtualmente do outro. Desta forma, um domínio não é afetado por falhas de outros.

Em questão de investimento e conhecimento técnico, a VPS/Cloud Hosting está entre a hospedagem compartilhada e o Servidor Dedicado.

** Bônus:
Cloud Hosting Automatizado: A evolução do Cloud hosting é o cloud hosting automatizado. Nele, os usuários não precisam perder horas configurando seus sites no servidor.

Esta é a opção mais recomendada, independente do nível de conhecimento do usuário sobre hospedagens. Pois, o usuário tem acesso a um sistema que o auxilia a configurar seu site em poucos cliques, fazendo com que tempo seja otimizado e dor de cabeça evitada.

Como já dissemos, o legal do cloud é que ele é altamente escalável ao negócio podendo ter sua capacidade aumentada e diminuída a qualquer momento e a custo baixo.

É o melhor dos dois mundos: você tem a facilidade que uma hospedagem compartilhada oferece, mas com a robustez de um ambiente VPS. Show, né?

Ainda, há a opção de escolher entre a Hospedagem em nuvem e a Hospedagem em Nuvem Gerenciada, você pode descobrir a diferença nesse artigo. Nós também já listamos aqui no blog 5 motivos pelas quais sua empresa deve migrar para a nuvem.

4. Preço

Aqui está um ponto fundamental, pois a capacidade de investimento pode afetar diretamente o desempenho de seus sites. A hospedagem compartilhada é muito utilizada devido ao seu baixo custo, o que desperta interesse de pessoas que estão começando na internet.

Por isso, é importante que você defina o quanto está disposto a gastar com a hospedagem de seu site. E, como nessa etapa, você já terá estipulado o tráfego mensal que deseja receber em seu site será mais fácil escolher o melhor plano ao seu negócio.

O mais recomendado é que você opte pela hospedagem que te demande menos tempo e seja o mais robusta e focada em performance, para que você não perca tempo com configurações e outras partes técnicas que a hospedagem possa vir a necessitar, sem abrir mão de configurações e recursos avançados.

Como pôde ver no tópico anterior, o Cloud é a hospedagem mais adaptável. Nele é possível contratar planos que atendem às mais diversas necessidades e sem pagar valores absurdos por isso.

5. Suporte

É óbvio que você quer o seu site perfeito sem sofrer nenhuma queda ou coisa do tipo, mas infelizmente imprevistos acontecem e todos estamos sujeitos a eles.

Nessa hora é bom que você tenha a tranquilidade de olhar para a tragédia e pensar: “bom, a equipe de suporte da minha hospedagem vai dar um jeito nisso”. Então é fundamental que você pesquise e conheça o suporte prestado pela provedora, pois isto é a diferença entre um problema resolvido em poucas horas e um site fora do ar por dias…

Procure saber a disponibilidade do suporte e como ele atende a incidentes. Você pode saber isso pesquisando em fóruns ou perguntando a quem já é cliente da hospedagem.

6. Armazenamento

Como as informações que seu site precisa armazenar são itens que podem necessitar se expandir de um dia pro outro, é importante que você verifique se a hospedagem provém a possibilidade de contratar um plano maior em situações de precisar de mais espaço.

O mesmo se aplica em situações opostas, nas quais você não precisa de todo espaço que contratou e quer diminuir o plano e, consequentemente, o valor pago pela hospedagem.

7. Disponibilidade do serviço

Como eu disse anteriormente, quem hospeda seu site quer que ele esteja disponível todo o tempo, pois do contrário significará a perda de vendas e clientes insatisfeitos.

A confiança dos usuários no site passa diretamente pela disponibilidade dele. Um site lento, além de não passar confiança, acaba com a paciência de qualquer pessoa, que logo vai para outro endereço encontrar o que procura. E esse outro endereço, muitas vezes, é o do seu concorrente.

Então, se você não quer isso para seu negócio, busque uma hospedagem que entregue alta disponibilidade para seus website. Novamente: a chave para o sucesso do seu negócio está na confiabilidade que os visitantes têm ao acessar o seu site.

8. Segurança

Você confia seus dados pessoais a qualquer pessoa? Aposto que só seus familiares mais próximos sabem o seu CPF ou seu RG. E não é à toa. Confiar em alguém é um grande passos para muitos e na internet esse passo é maior ainda.

Sites que necessitam de cadastros, como e-commerces, por exemplo, precisam demonstrar ao usuários que são seguros e que as informações estarão bem guardadas. Buscam certificados que comprovem sua segurança, passando assim autoridade a quem acessa o site e por consequência gera confiança.

Quando estiver avaliando sua opção de hospedagem, leve este item em consideração. É primordial que a provedora forneça certificados de que suas informações e de seus clientes estão seguras no ambiente da hospedagem.

Desta forma, em eventuais ataques, as informações estarão bem guardadas e o site disponível aos usuários.

9. Gerenciamento de conteúdo

Ok. Você verificou que a provedora tem um bom suporte, um bom preço, segurança de ponta, serviços estão sempre disponíveis e, por isso, contratou o serviço. Mas na sua primeira interação com o ambiente de hospedagem sente-se perdido.

Toda aquela informação pode ser um pouco nova para você, talvez até tenha alguma experiência com hospedagem de sites. Seja qual for o seu caso, não é todo mundo que tem paciência para mexer com linhas e linhas de códigos.

Quem tem um site quer praticidade de só poder hospedar seu domínio sem perder tempo desnecessário. Se esse é o seu caso, você também precisa buscar hospedagens que forneçam um bom sistema de gerenciamento de conteúdo (CMS). Ou seja, um provedor que faça a parte mais técnica e forneça um sistema intuitivo ao usuário para que ele não tenha nenhuma dificuldade no processo de hospedagem.

Existem sistemas de gerenciamento (CMS - Content Management Systems gratuitos open source excelentes, como WordPress e Ghost. Verifique como é a facilidade de instalação desses sistemas em sua hospedagem e se elas oferecem suporte tecnológico às últimas versões disponíveis.

Com isso, você terá uma boa experiência no ambiente de hospedagem e conseguirá não perder tempo configurando seu site. Poderá focar no que mais importa: vender seus produtos ou serviços.

Conclusão

Mais confiante para definir qual será a hospedagem do seu site? Espero que sim! Depois de tudo isso, seu grande desafio será atrair tráfego qualificado para conhecer seus conteúdos.

Preparamos esse artigo para que você consiga distinguir a melhor opção entre Hospedagem Compartilhada, VPS, Servidor Dedicado e Cloud.

Aqui na Configr nós oferecemos hospedagem em nuvem sem complicação, para que os usuários possam focar no que é mais importante: seu negócio. Por isso, buscamos deixar o nosso painel o mais simples e intuitivo possível.

No nosso cloud gerenciado entregamos HTTPS e CDN com apenas um clique. Tudo feito via painel, para facilitar tanto a jornada dos usuário técnicos, como dos não-técnicos.

Todas as funcionalidades podem ser testadas por até 9 dias grátis (sem compromisso) para que você seja capaz ter uma boa experiência com o cloud. Se interessou? É só criar sua conta grátis aqui e você já poderá experimentar a Configr.

X

Cansado de perder tempo configurando servidores?

Com a Configr você tem tudo o que precisa para hospedar seus sites e aplicações de forma fácil, segura e automatizada.

Quero migrar meus sites
9 pontos para considerar antes de escolher a hospedagem para seu site
Share this